SBT investiga vazamento das cenas de "Amor e Revolução"; emissora confirma furto

07-02-2011 23:29

publicado originalmente no site NATELINHA

http://natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110207133332.jpg

O SBT começou uma investigação para saber como foi parar na internet quatro cenas da novela "Amor & Revolução", de Tiago Santiago.

O material postado no Youtube mostrava cenas de tortura em presos políticos nos anos de 1960, durante a ditadura militar, tema do folhetim. Os vídeos estavam em fase de pós-produção e ainda não tinham trilha sonora e a equalização do aúdio.

De acordo com o colunista Daniel Castro, funcionários do SBT acreditam que houve furto, já que aconteceu uma tentativa de invasão no computador de um dos diretores da emissora no último final de semana. Com isso, o hacker teria utilizado o sistema para obter as imagens.

Além das investigações minuciosas nos computadores do SBT, os seguranças fazem uma varredura no sistema interno do CDT, sede da emissora em Osasco/SP, pois também cogita-se a possibilidade de que alguém possa ter furtado as fitas diretamente da emissora no último sábado (5).

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de imprensa do SBT confirmou que houve furto e disse que a direção da emissora está apurando os fatos para punir quem invadiu a máquina de edição. Já o autor Tiago Santiago contou que não tem a menor ideia de como as cenas foram parar no Youtube.

"Amor e Revolução" tem previsão de estreia para abril e contará a história de amor entre uma guerrilheira (Graziella Schmitt) e um militar (Claudio Lins) durante a ditadura. A trama também irá focar no drama das pessoas que sofreram durante esta época, além do confronto entre militares e guerrilheiros.