Gabriela Alves diz que Tiago Santiago busca equilíbrio em "Amor e Revolução"

08-05-2011 22:48

Foto: Lourival Ribeiro (SBT)

 

Depois de sua personagem, Odete, se tornar uma desaparecida política em Amor e Revolução, no SBT, e o autor Tiago Santiago ter declarado que diminuirá as cenas de violência, Gabriela Alves acredita que as imagens realmente sejam fortes e marcantes e que, talvez, tenham se sobreposto ao romance.

“Acho ótimo que o Tiago Santiago esteja buscando este equilíbrio porque a dimensão emocional das personagens que estão tentando viver o amor no meio do caos é muito forte e intenso. Narrar histórias, como a de minha personagem, que perdeu o marido e as filhas, é muito importante para criar uma identificação com o público.”

A atriz, que está em cartaz com o espetáculo A Trilogia do Fim, de Adriana Calabró Orabona e direção de Hudson Senna, acredita que a televisão deveria explorar mais a história do Brasil e a própria dramaturgia brasileira para que seja mais conhecida pela população.  

“Eu torço muito pela novela e sou, acima de tudo, uma cidadã brasileira e acho que a novela tem um compromisso com a sociedade que as artes foram perdendo e este trabalho está resgatando”, finaliza.