Em cartaz: "PAI" retrata a história de militantes políticos desaparecidos no período da Ditadura Militar

21-09-2011 00:33

Em “PAI”, o público é confrontado com a história de duas mulheres que perderam um ente querido, tido como desaparecido político. Um simples telefonema desperta emoções e lembranças, causando uma transformação na relação de mãe e filha. Por se tratar de um tema intimamente ligado à nossa história mais recente, e ao mesmo tempo expor as conseqüências dos fatos históricos na vida privada dos cidadãos, a peça traz à tona a discussão sobre o relacionamento familiar e a consciência social. Trata, conseqüentemente, do drama que viveram e vivem centenas de famílias que tiveram seus entes queridos presos e assassinados sob tortura nos órgãos de repressão, por lutarem contra o regime de terror instalado no país a partir do golpe civil-militar de 1964 e cujos corpos continuam desaparecidos.

Para aqueles que acompanham a novela "Amor e Revolução" e nosso Blog, vale a pena conferir a peça, e ficar sabendo um pouco mais sobre o período da Ditadura Militar em nosso país.

A peça com texto de Izaias Almada e direção de Rafael Felix, estreia dia 23 de setembro no Teatro Ribcena em Ribeirão Preto.

O Teatro Ribcena fica localizado na Rua Lafaite, nº 1084 (Centro) – Ribeirão Preto.

A temporada da peça estreia dia 23 de setembro, e ficará em cartaz nas sextas e sábados às 21h no Teatro Ribcena.

Os ingressos estão sendo vendidos por R$10 e R$20. As reservas podem ser efetuadas através do telefone: (16) 3610-7770