136º Capítulo (Terça): Guerrilheiros se preparam para expropriar banco

10-10-2011 23:09

Fotos: Lourival Ribeiro (SBT)

Aranha chama Couto, Cabral e Homero de incompetentes por conta do incêdio na favela. Ana pergunta a Lobo Guerra se ele não se lembra dos momentos felizes que os dois tiveram. Batistelli fala aos guerrilheiros que precisa de mais pessoas para a missão de "expropriação". Maria, Bartolomeu e Henrique chegam ao "aparelho". José chega à casa dos pais. Lobo Guerra encontra o filho e diz que terá que prendê-lo. Heloisa reencontra o pai. Dr. Ruy chama Josias para dar uma injeção em Heloisa. Maria não concorda com a ação planejada por Batistelli. Mas como a maioria dos guerrilheiros estará presente, a guerrilheira decide participar. Lobo Guerra revela a José que Tavares o viu conversando com Maria no restaurante Calabouço. José nega. O general pergunta onde está Maria Paixão. No quarto, Miriam e Filinto acordam. Ela ouve a voz de José e entra em pânico. Miriam pede para Filinto esquecer o que aconteceu entre eles. Thiago chega bêbado na redação e é motivo de chacota. Filinto fala a Miriam que vai contar a todos o que aconteceu entre eles. Manipulador, ele diz a Miriam que se ela estiver sempre disponível para ele ninguém vai saber de nada. Os guerrilheiros estão no entorno da agência bancária. Apreensivos, eles observam a movimentação de pessoas para partir para ação.