130º Capítulo (Segunda): Filinto entra no velório de Edson Luís para prender Maria

03-10-2011 18:33

Fotos: Lourival Ribeiro (SBT)

Edith e Mônica estão aos prantos no velório de Edson Luís. Elas temem invasão de militares. Jandira afirma a Batistelli que chegou o momento de os dois seguirem caminhos diferentes. Batistelli ri e diz que a ama. Filinto e militares decidem entrar na assembleia para prender Maria Paixão. Bartolomeu e Heloisa alertam Maria a respeito do disfarce dela, que não está convencendo. A guerrilheira fica temerosa. Beto afirma a João que Stela está “caidinha” por Toni. João e Stela começam uma discussão no meio da festa de Duarte. Feliciana telefona para Ana e assume que tentou envenená-la. A ex-governanta afirma que Lobo Guerra pediu para dopá-la. Feliciana revela que contratou os serviços de um matador para assassinar Ana. Acompanhado de militares, Filinto entra no velório de Edson Luís. José o encontra e fica apreensivo com o fato de Maria estar por ali. Padre Inácio conta a padre Bento que os militares estão colocando “olheiros” nas missas. Feliciana revela a Ana que Lobo Guerra se apaixonou por ela em um bordel. Ela conta que engravidou do general. A ex-governanta ameaça Ana. Durante o velório, José discute com Filinto, Tavares e Borges sobre a morte do estudante de Edson Luís. Filinto dá voz de prisão a José Guerra. José enfrenta os militares calmamente. Maria percebe que José está rodeado por homens. Filinto acusa José de estar protegendo uma subversiva, a Maria Paixão. Insistente, Filinto diz a José que tem permissão do general Lobo Guerra para prendê-lo. Marina, Bartolomeu, Heloisa e Henrique decidem deixar o velório. Feliciana afirma a Ana que Lobo Guerra frequenta bordéis. Lobo Guerra chega à mansão. Ana o chama de frequentador de bordéis.

"Amor e Revolução" vai ao ar após o Programa do Ratinho, no SBT.