107º Capítulo (Quarta): Feliciana diz a Lobo que denunciará os crimes dele

30-08-2011 23:11

Fotos: Lourival Ribeiro/SBT

Maria fala de sua história de amor com José a Dona Juliana. Maria revela que é guerrilheira e luta pela democracia, e José é um militar. Dona Juliana confessa a Maria que é simpatizante do Movimento Revolucionário. A senhora promete ajudar Maria a sair do hotel. Dr. Ruy telefona para Lobo Guerra e o avisa que Filinto recobrou a consciência e revelou que Feliciana o baleou. Em tom provocativo, José pergunta a Aranha se ele sabe quem é o assassino de Cléo. José promete descobrir quem matou Cléo e faz ameaças a Aranha. Ao telefone, Feliciana pergunta a Lobo Guerra se ele mandou Filinto matá-la. O general diz que a ama e sente a falta dela. Desconfiada, Feliciana diz a Lobo Guerra que ele deseja se vingar dela. Destemida, Feliciana promete destruir toda a família do general Lobo Guerra. Maria vai à janela do quarto e vê o hotel cercado por policiais. A guerrilheira fica extremamente nervosa. Dona Juliana tenta acalmar Maria e diz que tem uma ideia. Chantagista, Feliciana diz a Lobo Guerra que vai denunciar todos os crimes dele à imprensa. Ana fala a Violeta que não tem como olhar pra ela e não lembrar de Olivia. Jandira escreve um artigo feminista para sua coluna. Batistelli a contesta sobre o papel da mulher. Aranha pergunta a José se ele tem algo a ver com a morte da Vilminha. José afirma que Aranha vai pagar por tudo o que fez. Sádico, o delegado diz que quando colocar as mãos em Maria vai se divertir muito com ela. Tavares vai à casa de Lúcia e diz que precisa se explicar. Dona Juliana diz a Maria que vai disfarçá-la de velha, pois ela foi atriz e tem a técnica. José afirma a Aranha que se fizer mal a Maria vai matá-lo. Aranha e Fritz saem do quarto de José, que fica transtornado. Aranha comenta que encontrar Maria se tornou uma questão de honra.

 

Amor e Revolução vai ao ar após o Programa do Ratinho no SBT.